»
S
I
D
E
B
A
R
«
4 considerações sobre liderança
March 24th, 2009 by Joca

Já escrevi alguns posts sobre liderança aqui nesse blog, mas como recentemente conversamos bastante sobre esse tema aqui na Locaweb, resolvi escrever mais um sobre o tema.

liderança = motivação

Se me pedirem para definir liderança em uma palavra, eu usaria a palavra motivação. Na minha visão, a função do líder nada mais é do que motivar o seu time. O líder deve servir de suporte para o seu time consegui atingir seus objetivos, executar suas tarefas e seus projetos com a melhor qualidade possível.

Para criar um ambiente motivador, o líder deve fazer uso dos estilos gerênciais. Há quem fale em 6 estilos, há quem fale em 10, há quem fale em 4. Enfim, o que importa é mais o conceito de estilos gerenciais do que a quantidade de estilos gerenciais que existem.

A idéia do estilo gerencial é bem simples: um estilo gerencial é um tipo de conduta que deve ser aplicada a uma determinada situação. Exemplificando, quando o time está perdido, sem conseguir decidir sozinho qual o próximo passo a ser tomado, e o prazo para essa decisão está se esgotando, esse é um bom momento para o uso do estilo gerencial coercitivo / autoritário, que diz o que deve ser feito. Quando o time está no começo de um projeto, esse é um bom momento de misturar os estilos democrático / participativo com o dirigente / orientador. Pelo dirigente o líder explica os objetivos do projeto, as razões de aquele projeto estar sendo feito, as condições (prazo, orçamento) em que será feito o projeto. No democrático, uma vez dado a direção, o líder pode deixar o planejamento detalhado para o time.

Saindo um pouco da esfera corporativa e pensando um pouco no papel de mãe e pai. Quantas vezes já não ouvimos a frase “tem hora que parece que a criança está pedindo bronca”? Então, esse é o momento em que a criança pede um líder coercitivo / autoritário.

Filosofando um pouco, esse conceito de estilo gerencial se aplica a qualquer situação de nossas vidas. A cada situação que se apresenta devemos agir de um determinada forma. Há formas que são mais adequadas a uma determinada situação, há formas que são menos adequadas.

Com relação aos estilos gerenciais, há dois pontos a se preocupar:

  1. Dada um situação, é preciso saber reconhecer quais os estilos gerenciais mais adequados. É importante notar que a situação compreende tudo, principalmente as pessoas envolvidas. Imaginando duas situações absolutamente idênticas, só que acontecendo com duas pessoas diferentes em seu time, pode acontecer que cada sitaução demande um estilo gerencial diferente.
  2. Uma vez reconhecidos os estilos gerenciais mais apropriados à situação, é preciso saber aplicar o estilo à situação. À princípio pode parecer simples mas, dependendo do estilo necessário, pode complicar. Por exemplo, você pode não se sentir confortável tendo que ser autoritário em uma determinada situação.

liderança = modelo

Outro ponto muito importante e que às vezes é esquecido até pelos melhores líderes é que ser líder significa ser modelo. Quanto melhor o líder, ou seja, quanto maior for sua capacidade de motivar seu time, maiores serão as chances desse líder virar modelo para o seu time. O líder pode até não gostar de ser modelo ou não se enxergar como modelo, mas o time sempre verá seu líder como um modelo a seguir. Assim, se o líder chega sempre depois das 10:00 no escritório, pode esperar que em algum momento as pessoas do time desse líder irão adotar um comportamento parecido.

liderança = prática

Já comentei anteriormente que a melhor forma de se ficar bom em algo é praticar bastante. O mesmo vale para liderança. Ninguém nasce líder. Como qualquer outra habilidade, ela requer prática constante e cosciente, com um bom líder e em um ambiente propício.

liderança = ser liderado

No fundo, todo líder é um liderado. Em 100% das vezes o líder também segue algum outro líder. Na maioria das vezes é o chefe mas, mesmo quando achamos que o líder está no posto máximo, ele sempre será liderado por alguém. Mesmo que seja o dono da empresa, ele é liderado pelo mercado. Mesmo que o líder seja o presidente de um país, ele é (ou deveria ser) liderado pelo povo desse país.

Sendo assim, a qualidade da liderança não deve ser somente avaliada a partir do time liderado. O time pode estar em perfeita sintonia com seu líder, super motivados, mas se esse líder não estiver em sintonia com seu próprio líder, nada feito.

Resumindo

Sei que há muito mais a se dizer sobre liderança. Basta digitar liderança ou leadership no Google para ver centenas de milhões de páginas sobre o tema. Com certeza ainda escreverei outros posts sobre liderença, mas por enquanto, ficam aí minhas 4 considerações:

liderança = motivação
liderança = modelo
liderança = prática
liderança = ser liderado

Gostou do assunto? Quer ler mais sobre liderença? Veja os posts anteriores.

Be the first to like.


Leave a Reply

»  Substance: WordPress   »  Style: Ahren Ahimsa